Sobre o Ecclesia

O grupo de estudos Ecclesia reúne pesquisadores que têm como temática central de seus trabalhos a História do Catolicismo pensada a partir do entendimento da comunidade de fiéis que compõe a instituição igreja e vivencia suas práticas religiosas de acordo com as influências das diversas matrizes culturais.

Com efeito, o catolicismo não é visto somente como produto da ação de uma hierarquia, mas como um lugar de conflito e de disputas entre os diversos segmentos hierárquicos e também da manifestação da religiosidade dos leigos que aderem e redefinem os seus códigos de base.

Image

Do ponto de vista epistemológico, os membros do Ecclesia acreditam na necessidade de definir o fenômeno religioso como um objeto de consistência própria que não se reduz inteiramente aos demais campos da História; embora reconheçam e preconizem as necessárias interfaces do estudo da História do Catolicismo com a História Cultural, com a História Social, com a História Política e mesmo com a História Econômica. Há uma especificidade que caracteriza a influência do catolicismo na definição dos comportamentos sociais que, mesmo concebidos como componentes da cultura de uma determinada época, informam a influência da religião nas diversas esferas da vida em sociedade.

Linhas de pesquisa

Clero e Sociedade

Pretende trabalhar as interações entre os segmentos do clero – regular e secular – com os leigos em diferentes temporalidades, considerando o clero como um segmento sócio-profissional dotado de clivagens internas, que possuía diferentes projetos de ação político-social. O acesso às funções sacerdotais também será estudado como um mecanismo de hierarquização e mobilidade social.

Devoções e Associações Religiosas

Análise das vivências religiosas enquanto leituras e apropriações efetuadas pelos leigos e clérigos a partir de um conjunto de crenças definido oficialmente pela instituição igreja. Destaca-se nesse campo o estudo das formas de vida religiosa associativa – irmandades, ordens terceiras, confrarias – e a devoção aos símbolos religiosos enquanto elementos de construção de identidades sócio-culturais.

Igreja e Catequese

Estudar a ação missionária da Igreja Católica em temporalidades diversas, com destaque para a Época Moderna, destacando seu papel de legitimação social e política na interseção dos interesses do Estado e dos grupos sociais na edificação do sistema de cristandade. Pretende-se analisar também os diversos projetos de catequese, dando destaque para as disputas internas da Igreja e a necessidade de adaptação dos mesmos projetos às realidades sociais e culturais nas quais a missionação foi executada.

Igreja e Secularização

Analisar criticamente o conceito e o processo de secularização, situando-o historicamente em relação às mudanças estruturais vivenciadas pelas sociedades católicas a partir de meados do século XIX, na conjuntura internacional de disseminação do laicismo e do anticlericalismo. Partindo-se deste pressuposto, buscar-se-á compreender as limitações de se considerar como secularização processos históricos que antecederam e fugiram a este contexto.